Adoro café e a "culpa" é da Avó Alzira! :-)


Em um qualquer momento do dia, algo me despertou uma súbita vontade de falar de café. Este tão aromático grão, segundo reza a história, é originário da planta do café da Etiópia, em 575 d.C.

Fazendo um pequeno aparte, quem quiser descobrir um pouco mais sobre as origens do café, na página oficial da Delta Cafés encontrei a história exposta de uma forma simples e bem ilustrada.

Mas como não é de História que quero falar, mas antes de estórias, avancemos.

Considero-me uma boa apreciadora de café, mais que não seja, por gostar genuinamente do seu intenso sabor. Sem açúcar mesmo. Mas, obviamente, é muito mais do que isso.

Porém, o que me fez pensar em falar-vos sobre café foi precisamente recordar-me de quando e como é que me iniciei na degustação desta tão intensa bebida.

E há uma culpada! Sim, a minha querida avó materna, Alzira, que acompanhou de muito perto a minha infância, e da minha irmã, já que, além de vivermos perto, adorávamos "ir dormir à avó"!

Pois, a avó Alzira tinha um quintal onde podíamos perder-nos em 1001 brincadeiras, ficar acordadas até mais tarde, onde nos juntávamos com os primos, enfim. Estão a ver o cenário, certo?!

Acontece que, quando dormíamos na avó, no dia seguinte, o primeiro sentido que nos despertava era o olfato. O cheirinho a café, aquele de saco à antiga, acabadinho de fazer! E aquele aroma intenso, que invadia todas as divisões da pequena casa, era inebriante! Torrado, acabado de fazer, de saco, expresso, instantâneo, não interessa o estado, o seu aroma é sempre maravilhoso!

Outras vezes, era a meio da tarde que a avó Alzira preparava para si um pouco desta bebida extraordinária e nós já a iniciarmo-nos na arte de apreciar café, lá fazíamos o "choradinho" para acompanhá-la no momento e ao qual não resistia. Minha querida avó! 😊

E, hoje, este pequeno prazer da vida invadiu-me o pensamento, fez-me "viajar no tempo" até uma das boas recordações de infância/juventude que tenho. 

Agora, se me desculpam, vou só ali beber uma Bica ("beba isto com açúcar")! 😉

Susana Figueira

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.