Casa da Cultura: Revisitar Zeca Afonso em Setúbal


Ele é uma das maiores personalidades contemporâneas nacionais e a sua criatividade revelou-se muito para além da música que deixou. E é esse lado inovador e criativo de Zeca Afonso que está em destaque na exposição "Mas Quem Vencer Esta Meta, Que Diga Se a Linha É Recta", patente na Casa da Cultura, em Setúbal, até 28 de maio.

A mostra reúne ampliações fotográficas das capas e grafismos dos 13 álbuns de originais do cantautor português, que trabalhou com os 'designers' José Santa-Bárbara, Alberto Lopes, João de Azevedo e José Brandão na conceção dos mesmos. O visitante é levado a seguir uma linha temporal por ordem de edição, de "Baladas e Canções" (1964) a "Galinhas de Mato" (1985), onde cada capa é associada ao designer que a criou.

No próximo dia 21 de abril, os quatro 'designers' que trabalharam com Zeca Afonso têm encontro marcado com o público, às 22h00, na Sala José Afonso da Casa da Cultura, no qual vão partilhar histórias e momentos em torno da elaboração das capas. A participação é gratuita.

"Mas Quem Vencer Esta Meta, Que Diga Se a Linha É Recta", organizada pela Câmara Municipal de Setúbal e pelo atelier DDLX, insere-se nas comemorações dos 43 anos do 25 de abril e assinala, igualmente, os 30 anos da morte de Zeca Afonso.

Susana Figueira
  

"Mas Quem Vencer Esta Meta, Que Diga Se A Linha É Recta"
Até 28 de maio
Horário: de terça a quinta-feira das 10h00 às 24h00 / sexta e sábado das 10h00 à 01h00 / domingo das 10h00 às 20h00.



Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.