"Três em Lua de Mel" – A estreia!


Perto das 20h00 as miúdas do Armazém estavam a estacionar o carro em frente ao GIPA, na Amoreira. Como boas, e estreantes, madrinhas da peça "Três em Lua de Mel", quisemos estar "em cena" um bom tempo antes da hora marcada para a subida ao palco, prevista para as 21h30.

A azáfama dos preparativos de última hora já se fazia sentir, quer no 'backstage' quer na sala do som e luz, onde se realizavam os derradeiros testes. Ao avançar do relógio, as duas entusiastas madrinhas da peça "instalaram-se" na entrada para podermos dar uma mãozinha na receção a convidados e todos aqueles que marcaram presença, que começaram a chegar ao GIPA um pouco antes da hora marcada. Entre estes contámos com a presença de alguns familiares e amigos, com quem aproveitámos para eternizar o momento. E foi com grande entusiasmo que começámos a ver a sala a compor-se, confirmando que, ao contrário do que às vezes se pensa, ainda há muitas pessoas que se interessam, gostam e querem ver Teatro em Portugal.



Já passava um pouco das 21h30, quando se ouviram as pancadas de Molière e as luzes foram baixando. O espetáculo estava prestes a começar! E, acreditem, se já estavamos rendidas ao trabalho do Grupo Cénico do GIPA, que o Armazém de Ideias Ilimitada tem vindo a acompanhar, desde sábado passado que a nossa admiração, respeito e orgulho pelo Grupo aumentou.

O enredo desta comédia da autoria de Jorge de Sousa, Francisco Ribeiro e Henrique Santana já aqui tiveram oportunidade de conhecer, porém, nesta 'première', apesar de algum nervosismo notório (tão natural numa estreia), as cerca de 120 pessoas presentes na sala puderam testemunhar o mesmo empenho e entrega a que este Grupo já nos habituou. Se entre dois maridos e mulher, aqui, toda a gente meteu a colher, numa desenfreada roda-viva de ocorrências divertidas, que dão voltas e mais voltas, foi com relativa facilidade que os protagonistas conquistaram a sala, que se encheu de gargalhadas e aplausos! E eles merecem! Merecem isto e muito mais!



No final tivemos uma plateia levantada a brindar o elenco, toda a equipa de produção e direção do GIPA numa mais do que merecida onda de aplausos. Porque fazer Teatro é isto. Fazer Teatro é dar tudo quanto se tem, para receber de volta o reconhecimento por um trabalho que implica esforço, dedicação e muita entrega. É bom lembrar que, tal como muitos outros Grupos de teatro amador, este é composto por pessoas que têm outras ocupações, mas cuja paixão por esta arte da representação as leva a prescindir de parte do seu tempo em família, entre amigos ou mesmo de descanso para se dedicarem àquilo que as faz sonhar e sentirem-se realizadas.



A estreia de "Três em Lua de Mel" no GIPA foi um sucesso e deixa antever que este se irá manter pelos próximos palcos que o Grupo se prepara para pisar. Em seguida, têm participação já assegurada no dia 22 deste mês na II Edição da Mostra de Teatro "Entre Nós", de Cascais, que começou no Teatro Mirita Casimiro também no sábado passado e decorre até 29 de janeiro. Para quem não conseguiu marcar presença na estreia, terá aqui mais uma excelente oportunidade para ver este Grupo em atuação. Seguem-se outras datas e outros espaços, alguns ainda a confirmar, pelo país fora. Para saberem todos os pormenores e ficarem a par das aventuras de "Três em Lua de Mel", basta seguirem a página de Facebook do Grupo Cénico do GIPA!

Susana Figueira

O funcionário da companhia de seguros e a empregada :-)


Mais de uma centena de pessoas encheram a sala do GIPA nesta noite de estreia!

Com família e amigos (em cima); e com a Presidente do GIPA e o nosso querido amigo artista plástico Carlos Herglotz

À esquerda Manuel Maduro (o encenador) e Carlos Herglotz (responsável pelas fotografias de cena); e a Catarina e o Diogo (à dir.), encontro de gerações no Teatro

As miúdas do Armazém com Casaco e Parka by Shanna Boutique (ambos os artigos em saldos - 50% de desconto)
A próxima paragem deste "Três em Lua de Mel" é na II Edição da Mostra de Teatro "Entre Nós" de Cascais


Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.