"Ruipanamix e as Montanhas Verdes", de J.B. Neptuno


Às primeiras páginas conhecemos Ruipanamix, um rapaz curioso e atrevido, filho de feiticeiros, que dá os seus primeiros passos no mundo da magia. Encontramos este aprendiz de feiticeiro sozinho em casa, a tentar realizar uma receita antiga e algo complicada que transforma qualquer ser num enorme gigante, por alguns minutos. A experiência não corre da melhor forma e Ruipanamix, além de não ficar gigante, viu-se afetado por uma estranha condição: cada vez que tosse ou espirra, parte tudo que seja de vidro. O jovem vai às urgências do Hospital dos Feiticeiros, onde o médico lhe diz que a única forma de cura é respirar o ar mais puro e beber da água mais límpida, que só encontrará nas Montanhas Verdes. De regresso a casa, ainda sem a presença dos pais, que estavam num importante congresso para o qual apenas os grandes feiticeiros eram convocados, e após ter deixado a cozinha em cacos sem querer, Ruipanamix decide ir sozinho às Montanhas Verdes procurar a cura para a sua condição. Na mochila de viagem colocou algumas roupas e mantimentos, pegou na sua vassoura e partiu rumo às Montanhas...

Ora, este é o ponto de "partidix" para a grande "aventurix", cheia de perigos, mistérios, traições, criaturas maldosas e seres maravilhosos que é "Ruipanamix e as Montanhas Verdes". Das aranhitas que habitam nos óculos de Ruipanamix – Aramix e Aratrix - à vassoura Pó-nem-vê-lo, passando por uma monstruosa Mãe-Água, uma porta que fala, um ser de sete pernas chamado Afasta-Intrusos, um Cão-Falante, um monstro feito de pedras de nome Diabolix, até aos pequenos e corajosos Arvário, digno representante dos Practélios, e Mestre Areias, J.B. Neptuno consegue deixar no nosso imaginário as imagens deste seu mundo fantástico. E prende-nos ao livro! Através de uma linguagem "simplix" mas "cuidadix" e "divertidix", bastante acessível ao público juvenil, e com alguns apontamentos de "humorix" à mistura, acompanhamos uma história de desafios e coragem, na qual se exaltam os valores do amor, da amizade e do respeito pela Natureza e por tudo o que esta nos dá. "Ruipanamix e as Montanhas Verdes" é um livro bem escrito e divertido, que nos prende à história, página após página, neste seu universo de ficção e do fantástico.

Susana Figueira

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.