Taste a Story...querem provar uma história?



Sérgio, 31 anos, licenciado em Comunicação, fez uma carreira de 8 anos como Account Manager em Multinacionais de Gestão e Marketing.

Joana, 31 anos, licenciada em Psicologia, pertence ao Departamento de Recursos Humanos da Inditex há 8 anos.

Juntos, decidiram criar o "Taste a Story."

O Armazém provou e aprovou as especialidades deste conceito de street food. Deixo-vos aqui, na integra, uma entrevista que fizemos a esta dupla talentosa e que está tão deliciosa quantos as suas chamuças! E o sonho começou com uma "carrinha amarela"...

Como surgiu a ideia de apostarem num negócio de street food e porquê o vosso conceito?
A ideia surgiu há cerca de 7 anos. Eu e o Sérgio trabalhávamos na mesma zona e encontrávamo-nos várias vezes para almoçar ou beber café. Num desses almoços partilhámos o sonho de ter um projeto próprio. Como a área da restauração móvel nos agradava surgiu a ideia de termos uma carrinha amarela! Não sabíamos muito bem de quê, mas definimos logo que ia ser amarela! Os anos passaram e a ideia ficou em stand by até que, numa noite de setembro do ano passado, já estava de pijama e mandei uma mensagem ao Sérgio a dizer: “então e a nossa carrinha amarela???”. O Sérgio ligou-me logo a dizer que estava num supermercado a fazer compras para uma ideia que tinha tido e que a minha mensagem era um sinal de que o projeto tinha de avançar! Fui logo ter com ele e às onze da noite estávamos na cozinha a cozinhar! A partir daí foi a aventura normal em tudo o que implica a criação de uma empresa… burocracias, receitas, contactos, ideias, criação da nossa food truck… Inicialmente o nosso conceito era outro, decidimos mudar porque o Sérgio teve a brilhante ideia de pegarmos em “receitas com história”… Como viajamos muito e como temos muitos amigos espalhados pelo mundo, criámos um conceito em que as receitas vêm do nosso bolso e não de sites da internet.


O "Taste a Story" é...
Uma vez que fazemos receitas de vários países, o nosso conceito tem várias edições. Isto é, selecionamos um país (de uma pré-seleção que já fizemos) e pomos em prática as receitas que temos. Neste momento estamos com a Edição Goa no ar. Todas as receitas desta edição são da família do Sérgio, porque o pai dele é Goês. Mas também já tivemos num evento com a Edição Portugal, em que propusemos as “Moelas da Avó do Chico”, que é o meu marido. As moelas já são muito conhecidas entre os nossos amigos e foram realmente um sucesso!

   Caril de Gambas

Sentem-se influenciados pelas viagens que fazem?
Totalmente! Para além de adorarmos viajar, adoramos comer! Então, muito antes do nosso "Taste a Story" ter nascido, já colecionávamos receitas. A partir de agora estamos ainda mais atentos ao que se faz pelo mundo da gastronomia!

Como é que o público está a reagir ao "Taste a Story"?
Temos tido um ótimo feedback por parte de quem nos visita. Com a Edição Goa tem sido particularmente emocionante receber clientes de origem goesa que adoram a nossa comida. Comentários como “cheira à comida da avó!” e “parece que estou de volta a Goa” deixam-nos super contentes e com a certeza de que estamos a fazer exatamente o que devemos fazer.

   Vindalho

Como descrevem o primeiro dia em que o "Taste a Story" saiu à rua?
Foi uma loucura!!! Atrelar, fazer a viagem, preparar as coisas, o primeiro cliente, os nervos… Agora olhamos para trás e vemos tudo o que já aprendemos com a ainda pouca experiência que temos e pensamos “como é que possível que tenhamos feito assim?!?”. A verdade é que naquele dia, por mais que achássemos que tínhamos pensado em tudo e que estávamos muito bem preparados, houve muitas coisas que podíamos ter feito de maneira diferente! Mas ainda bem, porque fomos melhorando muito de evento para evento e continuaremos sempre neste processo de aperfeiçoamento contínuo.

Dos pratos que o público já provou, qual o que teve melhor aceitação?
É engraçado que, felizmente, não conseguimos definir qual é o nosso best-seller! Isto porque qualquer um deles já foi mais do que uma vez o nº 1 nos eventos onde estivemos! O nosso prato vegetariano, por exemplo (mistura de vegetais envolta em vários ingredientes tais como gengibre, açafrão, coentros, leite de coco e que tem como base o arroz basmati), tem sido um sucesso e isso surgiu principalmente do passa a palavra, o que nos deixa muito contentes. Acho que é uma surpresa para as pessoas, principalmente aquelas que não conhecem tão bem a cozinha vegetariana. Como os outros dois pratos (Caril de Gambas e Carne Vindalho) são mais condimentados, o vegetariano tem sido a opção de muitos pais para os seus filhos. Ficamos felizes porque é um prato muito saudável (não utilizamos ingredientes processados na nossa cozinha).

   Caril Vegetariano

Se fossem desafiados a “contarem a história” do Armazém de Ideias Ilimitada num prato, qual seria?
Talvez um prato que incluísse ingredientes de vários países… um prato multicultural! Isto porque, tal como o Armazém, teria de ser um prato criativo, diversificado, alegre e que agradasse a todos!!!

Próximos eventos...
Vamos estar no fim-de-semana seguinte de 14 e 15 de Outubro no 1º Street Food Festival do Entroncamento (que é a minha terra natal e da esposa do Sérgio), não podíamos faltar! E também no Web Summit, de 7 a 10 de Novembro, que vai ser em grande! Depois temos outros contactos em curso, não queremos parar!

Se querem provar pratos com muitas histórias já sabem por onde anda a "carrinha amarela" com o Sérgio e com a Joana!

Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.