Quinta do Pisão - Parque de Natureza


E eis que é chegado o terceiro post sobre o meu passeio por lugares encantados do Parque Natural de Sintra-Cascais. A última paragem foi na Quinta do Pisão. Um espaço magnífico onde a natureza, a exploração agrícola e a pecuária co-habitam em perfeita harmonia; um local onde os vestígios da presença humana remontam à pré-história; um refúgio para muitas espécies migratórias...

A visita a este Parque com 380 hectares foi curta. Mas era impossível explorar tudo em tão pouco tempo. Foi uma forma de nos aguçar o apetite para voltar. 

Neste passeio interpretativo, a Sara (nossa anfitriã), acompanhou-nos pelo percurso do Casal de Porto Covo, onde existem muitos registos da presença humana pré-histórica, comunidades agrícolas que elegeram este local pelas excelentes condições que reunia, quer do solo quer da água. O trabalho que se faz na Quinta do Pisão vai muito além da preservação da natureza. É um trabalho mais complexo, de preservação cultural e histórica.

A hora de almoço estava próxima e a paragem na Horta da Quinta abriu-nos, ainda mais o apetite. Neste terreno colorido de cores e sabores podemos adquirir os produtos cultivados. Somos nós que vamos à horta colher a alface, a beringela, os tomates cherry... tudo biológico!  Esta é uma das muitas coisas que podemos fazer na Quinta do Pisão.

Não houve tempo para visitar os Burros Lanudos e a sua mais nova habitante, a Morena, não houve tempo para observar as aves, não houve tempo para um passeio de bicicleta... mas ainda conseguimos fazer um piquenique!! 

Na calma de locais como este, onde o tempo parece fugir-nos mais devagar, saboreamos, verdadeiramente, a vida e a partilha. 

É na calma de locais como este que vivem as Águias de Asa Redonda, as raposas, os ginetes, os morcegos... é na paz de locais como este que podemos sentir que tudo está no sítio certo! 

Admiro e respeito a natureza e quem trabalha em prol da sua preservação. São este profissionais que nos ensinam a sermos melhores filhos da terra mãe. 

Obrigada Cascais Ambiente por este momento tão puro! Fecho os olhos e à minha volta, o verde, o som da duna empurrada pelo vento, o sabor da amora silvestre, o pairar do peneireiro-comum no céu azul...

Rosarinho















Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.