Pintura de Natália Gromicho no Museu do Oriente


Foto: Joaquim Gromicho 

Inspirada numa profunda admiração que sente pelos povos orientais, a artista plástica Natália Gromicho vê agora expostas no Museu do Oriente as 71 obras de grande formato que criou entre 2012 e 2016. "Do Ocidente para o Oriente" inaugura no próximo dia 21 de julho e exibe uma panóplia de pinturas que revelam paisagens, momentos do dia-a-dia, homenagens a ícones culturais, entre outras situações captadas pela artista nas realidades de Índia, Singapura, Timor Leste e China. Tinta acrílica sobre tela, óleo ou técnica mista foram as opções usadas pela artista neste trabalho do qual fazem parte obras como "Mar Oriental" ou "Lost in Singapure". Nas palavras de Natália Gromicho, eis o que podem os visitantes esperar desta mostra: "A distância entre o Oriente e o Ocidente foi a base do meu trabalho. (...) Num território culturalmente tão vasto e rico, abordei apenas o que me é mais caro – disciplina, vestuário, arquitetura." A exposição estará patente no Museu do Oriente até 11 de Setembro, no horário normal de funcionamento do espaço.

Susana Figueira

Nota sobre Natália Gromicho: A artista plástica estudou pintura na Faculdade de Belas Artes e na Escola ArCo, em Lisboa, e 11 das obras presentes nesta exposição resultam da residência artística que terminou em Junho na Casa Garden, delegação da Fundação Oriente em Macau.

"A entrada da cidade"
 

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.