Cada Porta uma História



Acham que está alguém do outro lado da porta? O que vos parece? Perguntei o mesmo a um pescador que por mim passou. Ele encolheu os ombros na sua pressa de chegar a casa, depois de uma noite no mar. Sentei-me em frente da porta e esperei. Nada, nenhum sinal... Silêncio, puro silêncio. Passou uma varina na sua pressa de vender o peixe. Acenei-lhe com a mesma pergunta. Olhou para mim e apenas respondeu que as fanecas estavam fresquinhas. Sorri e continuei à espera de um movimento por detrás da porta. Nada, nenhum sinal... Passou uma eternidade até que uma brisa suave com cheiro a maresia, perguntou ao meu ouvido - "Achas que está alguém do outro lado da porta?".
Fechei os olhos e respondi "Acho que sim. Está a alma de um povo lutador. Está a alma de um povo que não desiste. Está a alma de um povo que conhece melhor que ninguém a palavra saudade. Está  a alma de um povo que nunca perde a esperança." A brisa soprou mais forte, trazendo o cheiro de outros tempos -  "Então o que esperas?" 

Abri os olhos, sorri e empurrei, delicadamente, a porta...

Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.