Real Bodies, descobrindo o corpo humano


Se eu vos dissesse que estava ansiosa por ver esta exposição estaria a mentir. Impressiono-me facilmente e achei que  "Real Bodies" não era para mim. Uma exposição com corpos e órgãos verdadeiros, definitivamente estava fora do meu âmbito de interesse!!! A questão é que tenho um fisioterapeuta cá em casa que não parava de falar da exposição. Ganhei coragem, coloquei-lhe um bilhete no sapatinho, comprei outro para mim e lá fomos nós rumo à Cordoaria Nacional. Hoje, posso garantir-vos que não me arrependo nada de ter feito esta viagem ao interior do corpo humano. A forma como a exposição está pensada não impressiona, apenas nos revela, sem filtros, sem rodeios como somos e como funcionamos. Graças à generosidade daqueles que doaram os seus corpos à ciência e à técnica da polimerização, podemos (re)descobrir a máquina maravilhosa que tantas vezes colocamos em segundo plano. A exposição real, que mostra o nosso corpo quase como uma obra de arte, revela-nos como somos maravilhosamente complexos. Mais do que uma viagem pelos sistemas esquelético, muscular, digestivo, circulatório, respiratório, nervoso, reprodutor e urinário, esta exposição real, faz-nos respeitar o nosso corpo, torná-lo o nosso templo. Não é por acaso que um dos objetivos desta mostra é sensibilizar os visitantes (adultos e crianças) para hábitos de vida saudáveis! Não percam a oportunidade única de fazerem uma viagem ao bem mais precioso e perfeito que temos - o nosso corpo!  

Rosarinho


Não tenho fotos do interior da exposição porque não é permitido fotografar e filmar. E ainda bem, pelo menos, durante as duas a três horas de visita esquecemos as outras máquinas e focamo-nos na nossa :)

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.