Novo Cronista!


Novidade fresquinha!!! O Armazém ganhou um novo cronista! Estamos muito felizes! E temos a certeza que vocês também vão ficar. Deixo-vos na companhia do Ricardo Dinis:

Com o passar do tempo percebi porque um dia decidi ir para Coimbra estudar Psicologia. Essencialmente porque adoro pessoas! São elas o balão de oxigénio das nossas vidas, adoro sentar-me numa esplanada a ler o jornal e de soslaio ir percebendo o que se passa em cada mesa, nas idiossincrasias secretas de cada um.

Sou um viajante crónico, a ânsia de ir corre-me nas veias, porque sou também um apaixonado pela vida, procuro sorvê-la ao máximo até à última gota. Adoro conhecer pessoas e culturas. A arte fascina-me, pois é a melhor forma de expressão dos sentimentos e emoções humanas. O cinema e a música preenchem os meus tempos livres, são o meu tubo de escape! 

Sou um empreendedor. Vivo os meus projetos e negócios intensamente, pois são as minhas paixões profissionais. Motiva-me a criatividade e inovação, o criar algo novo e diferente e procurar fazer cada vez mais e melhor, por isso o mundo do empreendedorismo me fascina e ocupa muito da minha vida.

Sigo o mundo gastronómico com muito interesse, pois sou ávido de experiências culinárias, sabores e lugares. Nada como uma boa mesa recheada de petiscos e amigos. Sou um benfiquista inveterado e um fã de ténis e basketball (NBA). Como hobbie gosto de escrever, daí ter-me auto-convidado para o blog da Rosária, onde procurarei contribuir, sempre com enorme prazer para este "Armazém de Ideias Ilimitadas".

"A sério? Isto foi nos anos 90?" 
A ideia desta rubrica surgiu por me deparar com enormes diferenças nas atitudes, gostos e forma como as pessoas comunicam atualmente, quando comparado com os assim não tão longínquos anos 90. Tendo crescido nessa década, com a música grunge como referência e o humor da sitcom Seinfeld e do Herman Enciclopédia, procurarei nestes posts relatar as mudanças naturais que os tempos desta era tecnológica trazem, sempre guiado pela observação de experiências do dia a dia, numa escrita apimentada pela crítica, pelo humor e claro, a nostalgia... a ver vamos! 

Ricardo Dinis

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.