Cada Porta uma História


Já te conheço! Passas aqui todos os dias à mesma hora. E ficas expectante. Aguardas ansioso aquele momento em que o prato transborda de leite fresco. Pois é, passas aqui todos os dias e olhas para mim, mas não me vês! Porque apenas esperas o momento em que eu deixo de estar fechada e da minha sombra surge alguém que verte, docemente nesse prato, o teu néctar favorito. Já te conheço! E tu doce felino? Conheces-me? Não! Nem fazes ideia de quem eu sou. Para ti o mais importante é o momento em que lambes sofregamente o leite fresco do dia. Tenho pena! Gostava de ser tua amiga. Gostava que adormecesses junto a mim e que me levasses nos teus sonhos. Amanhã quando voltares, à mesma hora, eu aqui estarei à tua espera. Porque eu não vou a lado nenhum... Mas tu querido felino podias-me contar as tuas viagens, as tuas aventuras noturnas... podias-me contar como é o mundo. E assim, sem sair daqui, viajava. Talvez um dia... Não vou perder a esperança, porque enquanto os teus passos te trouxerem até mim, eu acredito! 

Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.