Um jardim. Um palácio. Évora, uma cidade que inspira



As minhas recordações de infância e juventude passam pela cidade alentejana de Évora. Terra na qual tenho raízes, do lado da mãe, onde tios e tias, primos e primas nos recebiam no pico do Verão (e em qualquer altura do ano) para umas férias sempre memoráveis. A diversão nas piscinas municipais, as idas à cidade para um café ou um passeio pelo centro histórico (considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1986) e, já na juventude, as noites nos bares e discotecas deixam memórias e estórias que perduram. Hoje, quando revisito a cidade, vejo-a com outros olhos. Talvez os da maturidade, quiçá. E foi esta clarividência, na minha mais recente viagem a Évora, que me fez querer escrever este post. Além de poder desfrutar da companhia preciosa das minhas queridas tias, são agora outros os encantos que reconheço na cidade. Em cada esquina respira-se História. Desde o local que serve de ponto de encontro que é a Praça do Giraldo às famosas ruínas romanas conhecidas atualmente como Templo de Diana, passando pelo Teatro Garcia de Resende (edificado no século XVIII), a Universidade, a recentemente restaurada Capela dos Ossos até aos seus parques e jardins e mais. Muito mais. Nesta visita, foi o Jardim Público de Évora que captou a minha atenção.

Pormenor do Palácio
Quando somos crianças um jardim é para nós apenas um espaço para correr, brincar e nos divertirmos. Agora, quando ali entrei fui atraída pelo que resta do Palácio de D. Manuel, construído nos séculos XV-XVI, ou seja, a chamada Galeria das Damas, que já foi depósito militar, museu arqueológico, sala de exposições e espetáculos, e nos dias de hoje serve sobretudo para a realização de eventos culturais. Porém, neste jardim encontram-se ainda as chamadas "ruínas fingidas", um coreto, uma fonte, o busto de Florbela Espanca, a estátua de Vasco da Gama e, posso dizer-vos... uns habitantes muito especiais. Há muito mais História neste jardim, mas como não estou aqui para vos dar uma aula, prefiro deixar-vos com algumas imagens daquilo que me inspirou. E acreditem, esta cidade alentejana tem muita inspiração para dar!


Susana Figueira

A Praça do Giraldo
A fachada do Palácio de D. Manuel
Os habitantes especiais que mais parecem guardas :-)
A fonte
As "ruínas fingidas"
O de Florbela Espanca e estátua de Vasco da Gama

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.