Tape Junk levam rock ao CCB


Bom velho rock n' roll! É o sentimento que me invade ao ouvir Tape Junk. O nome do grupo é estrangeiro, cantam em inglês, mas a música que fazem é nacional e o primeiro adjetivo que me vem à ideia é: Genial. Estes rapazes têm as suas referências musicais em nomes como Johnny Cash, Velvet Underground, passando por Pavement, Stooges, ou Beck. E quem são eles?! O projeto é da autoria de João Correia, mentor de Julie & The Carjackers, que conta com o apoio musical de Nuno Lucas, António Vasconcelos Dias e Frankie Chavez. Este último, na minha modesta opinião, é tão somente um dos mais brilhantes músicos/guitarristas portugueses da atualidade. Mas isso sou eu. Depois do álbum de estreia, em 2013, "The Good & The Mean", os Tape Junk regressam este ano com um novo álbum de originais homónimo, que a crítica especializada já descreveu como "rock que cheira a antigo mas atual, daquele que soa bem seja qual for o ano em que nos encontremos". No próximo dia 28 de Outubro, os Tape Junk sobem ao palco do Pequeno Auditório do CCB, pelas 21h, e os bilhetes variam entre os 11 euros e os 13,50 euros. Um concerto a não perder! Ora fiquem com um "cheirinho" daquilo que podem ouvir!
 
Susana Figueira

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.