Aguarelas e palavras na Casa do Alentejo


O que têm um Gato e um Livro em comum? À partida, nada. Porém, ambos convidam a uma visita ao espaço lisboeta da Casa do Alentejo. O Gato surge das pinceladas criativas em aguarelas, inspiradas na história de Alice no País das Maravilhas, da artista lisboeta Marta Lopes. A exposição é um convite ao diálogo, já que a artista adora conversar, e uma porta de entrada para um mundo de fantasia e criatividade expressas nas suas telas sob as mais diversas formas. "Alguém viu por aí um Gato?" é de entrada livre e pode ser visitada na Sala Olivença até ao final do mês, dentro do horário de funcionamento do espaço. Já no que ao Livro diz respeito, a apresentação de "Nada mais havendo a acrescentar", no próximo dia 19, pelas 15h30, marca o regresso das tardes culturais à Casa do Alentejo. Da autoria de Vítor Encarnação, professor de Inglês e Alemão no concelho de Ourique, do qual é natural, a obra é uma espécie de compilação das crónicas escritas e publicadas pelo autor, semanalmente no Diário do Alentejo,  ao longo de 2 anos (entre 2013 e 2015). Esta apresentação será precedida por uma conversa sobre o projeto da Associação Nossa Terra e da atuação do Grupo Coral Infantil Os Ceifeirinhos, ambos da Aldeia de Palheiros (terra natal do autor). A Casa do Alentejo é assim, por estes dias, um local que merece uma visita.


Susana Figueira

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.