A Casa de Bernarda Alba pelo Grupo Oficina de Teatro Gipa


Aplaudi com o coração, porque o empenho e a entrega de cada um dos membros do Grupo Oficina de Teatro Gipa foi notável. Tiveram 42 horas de trabalho (entre ensaios e formação), quando o ideal seria 120 horas. Era este o nível de exigência que o texto de Federico Garcia Lorca, pedia aos aventureiros que interpretaram “A Casa de Bernarda Alba”, no passado domingo. Acolheram no seu coração o teatro como se fosse um familiar querido. Entregaram-se corajosamente ao palco e à crítica do público. Foram heróis e heroínas.  Ao longo da apresentação da peça, a audiência foi revelando o seu agrado. E no fim foi uma explosão de aplausos que estremeceu o chão e o coração do grupo de teatro. Parabéns pelo trabalho, pela dedicação, pela coragem, pelo amor que dedicam a esta arte!
Rosarinho



1 comentário

Grupo de Teatro do Gipa disse...

Em nome do Grupo Oficina de Teatro Gipa, obrigado pela crítica, que achamos generosa, ainda que nos revejamos naquelas palavras. É sempre bem vinda, mesmo sem aviso prévio. Obrigado.
António Louro Costa

Com tecnologia do Blogger.