Alentej’Amando, by Maria Brinquete


O Armazém de Ideias está mais rico! Não!! Não ganhei o Euromilhões. Foi muito melhor! Conheci uma alentejana fantástica, uma mulher rica em palavras! Ganhei uma nova cronista para o blogue. Espero que gostem! Eu estou completamente rendida!

E do ALENTEJO para o mundo…


Alentej’Amando é o mote que dará asas a um mexerico alentejano em forma de crónica, uma espécie de mapa afetivo (sonoro, amante de Íris[1], aromático, etc.) de pequenas viagens com palavras & fotos enlaçadas ao Alentejo mas sempre em carreirinha para outras bandas. Em todas as crónicas, o texto-mãe terá sempre um alicerce bordado a ponto de rodapé[2] onde acrescentaremos mais algum ponto, logo, mais um conto – ou não J
Muito grata ao Armazém de Ideias Ilimitada e à sua casa solar – a Rosarinho - que nos convidou para, mensalmente, abrir mais uma manta de atalhos. …quase no tal blogue perto de si! Até breve. Abraço alentej a n o .

Maria Brinquete


[1] Íris a mensageira, a que leva mensagens pela “palavra” ou "arco-íris". O nome Íris tem origem no grego Íris. Provavelmente, deriva do verbo eiren “dizer”, e significa “mensageira" ou "mensageira pela palavra”. Na mitologia grega, Íris era uma deusa mensageira dos outros deuses e manifestava-se como um arco-íris colorido no céu, simbolizando sua ligação entre o Céu e a Terra.

Cuidado com as notas de rodapé:  podem ser de fonte duvidosa; Íris…pode trair: o olhar pode enganar; aceitamos devoluções de 3 parágrafos em cada crónica, desde que devidamente fundamentadas. Tudo é questionável. Não aceitamos “petições” J.

[2] Isso mesmo, aqui: NOTAS de RODAPÉ… um prazer extra J . Neste caso, segue um rodapé amarelo, digamos, ocre! 

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.