Paris dia 6



Em Paris a chuva continua. É o verão no seu melhor. Hoje a preguiça reinou e isso teve as suas consequências. No programa do dia estava agendada a visita ao Museu do Louvre. Mas quando lá cheguei, metade dos turistas de Paris já lá estavam em fila indiana, à chuva. A alternativa foi o Museu d'Orsay. Uma linda e esplendorosa estação ferroviária transformada em museu. ADOREI! Hoje foi um dia em cheio, rodeada de obras de Renoir, Manet, Cézanne, Monet, Degas, Rodin... Enquanto a chuva teimava em cair, no interior d'Orsay, eu impressionava-me com os Impressionistas. Sim! Confesso que a Galeria dos Impressionistas foi a que mais gostei e aí deixei o tempo correr enquanto admirava "Olympia", "Os Nenúfares Azuis" e as muitas bailarinas de Degas. No fim da visita o sol já brilhava. Olhei o relógio e vi que ainda tinha tempo de visitar a Sainte-Chapelle, a mágica capela, jóia do gótico, com os seus 15 vitrais com mais de 1000 cenas religiosas.  Estou com as pernas feitas num oito, de tanto andar para a trás e para a frente, mas que importa isso? Sinto-me afortunada por estar num local especial, como Paris!






Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.