O desabafo de uma pessoa que gosta de ir à praia ao domingo


Ir à praia num domingo pode ser um verdadeiro suplício. E o cenário torna-se dantesco se a praia for pequena.  Ora, uma pessoa já se levanta cedo, para conseguir um lugar para o carro (infelizmente, não tenho a praia a poucos metros de casa… quem sabe um dia!) e depois vai feita louca a correr (vá estou a exagerar), para conseguir um quadradinho de areia na praia favorita. Quando chega até consegue esse quadradinho, embora a areia esteja molhada (mas tudo bem isso não me incomoda), e passados pouco minutos, quando uma pessoa está a começar a relaxar, e a ler o seu livro, alguém se instala no seu quadradinho de areia, sem qualquer tipo de vergonha na cara. Às duas por três, uma pessoa já tem baldes e pás em cima da toalha, já para não falar da areia (que até tolero), tem de ouvir conversas de bradar os céus e levar com a falta de respeito e de civismo. E é melhor ficar calada senão ainda se põe a jeito para receber uns insultos.

Portanto se não estás bem muda-te! Tenho três soluções: desisto da praia ao domingo; deixo de ir à minha praia de eleição e vou para uma outra maior (mas não tenho a certeza se a coisa vá melhorar); ou espero pelas maravilhosas férias em Tavira. Aí sim, parece que estou num outro planeta.
E isto é o desabafo de uma pessoa que apenas queria relaxar e apanhar sol num domingo de verão… e acabou por apanhar uma camada de nervos!

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.