Michael Bublé... O CONCERTO


As luzes denunciam que o espetáculo está quase a começar. O burburinho na grande arena aumenta. A música começa e a pulsação acelera. Uma energia comum invade o espaço e é uma boa energia. 

Fogo! O palco fica em chamas. E depois... a voz:



"Never know how much I love you, never know how much I care
When you put your arms around me, I get a fever that's so hard to bear
You give me fever..." 


Mr. Michael Bublé desliza pelo palco ao som de "Fever", a temperatura aquece e já não volta a descer. Na grande arena, o público vibra e rende-se este MARAVILHOSO artista, no palco Mr. Bublé rende-se a nós e diz que as suas expectativas estão altas. Afinal, somos um dos melhores públicos do mundo e recorda o espetáculo de há 3 anos. Ele também sabe que as nossas expectativas estão equiparadas! E parece-me a mim que no final todos saímos felizes.

Este homem, como diz uma amiga, "enche-nos a alma". É mesmo verdade. Ele canta muito bem, ele é um excelente entertainer, ele espalha charme e boa disposição, até parece que é um grande amigo, que conhecemos há anos.

Ao longo do espetáculo, o palco ganhou vida, nós saltámos das cadeiras e a determinada altura, do céu da grande arena choveram corações, porque afinal "All you need is love". 

Inevitável foi o regresso de Michael ao palco com um estrondoso "Cry me a river". O público já sentia que a contagem decrescente começara e que o pano estava prestes a cair... mas antes do ponto final, Mr. Bublé, larga o microfone, a música pára, o silêncio impera e a sua voz, apenas a sua voz, aquece-nos o coração e a alma. E eu emociono-me.










Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.