Cada porta uma história



Por detrás da cortina esconde-se o tempo de outros tempos que persiste em ficar. Espreito pela fechadura com a curiosidade a latejar nas veias. Sei que não devia, mas o mistério que se esconde por detrás das madeiras envelhecidas e rosadas é tão forte quanto o cheiro a antigo que me invade as narinas. Está escuro. Não se consegue ver para além da barreira negra. Alguém desce a rua e disfarço sem sucesso. Sento-me e encosto-me à porta. E num instante tudo se revela.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.