Via Sibéria


Quem me "apresentou" Wenceslau de Morais foi J. Ele sempre teve um fascínio por este português, oficial da marinha, que há mais de 100 anos elegeu o Japão como a sua terra. Acho que esse fascínio me contagiou. Por isso quando recebi o convite para a inauguração da exposição "Via Sibéria - 140 envios do Japão", nem pestanejei. Adiei tudo o que tinha em agenda, desafiei a minha amiga Dora e lá fomos nós até à Casa mais charmosa de Cascais - a Casa de Santa Maria - para viajarmos, através dos postais de Wenceslau de Morais, até ao Japão.

Esta exposição que já passou pelo Museu da Marinha transporta-nos poeticamente para uma outra dimensão. Uma dimensão que reflete o encanto das gentes, das paisagens, das tradições e dos cultos do arquipélago do Japão. 

A mostra reúne 140 postais que Wenceslau enviou para Portugal, via sibéria e que de forma encantadora nos apresentam o "seu" Japão. Um Japão revelado em imagens e em palavras que nos permitem dar asas à imaginação e tal como Rui Zink, referiu na inauguração, criar as nossas próprias histórias em torno de cada postal. 

Se nos livros que escreveu, ao longo da sua vida, apresentou-nos o Japão de uma forma apaixonada, em "Via Sibéria", esta arrebatadora paixão sente-se de forma descontraída e até bem humorada.

A exposição é tão rica em detalhes que tenho de lá voltar e da próxima vez vou levar o J. Afinal foi ele que me deu a conhecer "Aquele que trocou a sua alma pela japonesa"(1).

Estes postais fazem parte da coleção da senhora Embaixatriz Ingrid Bloser Martins e estarão na Casa de Santa Maria até ao dia 27 de outubro  A organização desta mostra esteve a cargo da Associação Wenceslau de Morais. Estão de parabéns! Obrigada pela partilha!

"Cheguei ao Japão. Ameio-o em transportes de delírio, bebi-o como se bebe um néctar..." 
      Wenceslau de Morais

Com Maria do Carmo Rebello Andrade (Casa de Santa Maria), Ana Isabel Machado (Casa de Santa Maria) e João Costa Carvalho (Vice-Presidente da Associação Wenceslau de Morais)



Com Dora, a amiga desta aventuras culturais ;)



1 - Como consta na inscrição do monumento que Tokushima dedica à sua memória.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.