Por Espanha - Toledo


Segundo dia de viagem. Depois de uma noite bem dormida, num hotel de cinco estrelas, estávamos preparados para mais um dia de descobertas. A ansiedade transpirava pelos nossos poros, pois a expectativa tinha sido bem alimentada por amigos que já conheciam a cidade das três culturas (muçulmana, judaica e cristã) - Toledo, naturalmente!

De volta ao autocarro, com malas e bagagens, lá seguimos por estradas de Castela La Mancha. À medida que nos aproximávamos da cidade amuralhada mais o entusiasmo ganhava força dentro de nós. Seria como a imaginávamos? 

Pela hora de almoço já nos sentávamos à mesa, num restaurante local, para uma refeição que antecedia a chegada do nosso guia local, que connosco iria percorrer as ruas estreitas de Toledo, cidade rodeada pelo rio Tejo, ou Tajo, como por lá se chama.

A sobremesa não prestou... um arroz doce aguado, sem graça nenhuma... mas afinal a verdadeira sobremesa era a descoberta romântica de Toledo.  Foi amor à primeira vista!

Seguindo o nosso guia e atentos ao seu português quase perfeito, lá fomos caminhando pelas ruas e a cada passo o amor ia crescendo. O pináculo desta história de encantar ocorreu na Catedral. Com 120 m2  de comprimento e 60 m2 de largura e com as suas 5 naves, esta catedral é de cortar a respiração e uma das maiores do mundo cristão. A visita foi rápida, mas deu para compreender a sua grandiosidade. 

De volta às ruas mágicas da cidade, por onde andou El Greco, e com a ajuda do nosso guia entusiasta fomos criando raízes... queríamos ficar... queríamos ficar só mais um pouco... ficou ainda tanto por ver, sentir e amar.

E depois da paragem junto ao Mosteiro de San Juan de Los Reys, o relógio foi cruel! Estava na hora de regressar ao autocarro. Madrid esperava-nos. O regresso! Sim estávamos de regresso a Madrid depois de oito anos. 

Mais umas fotos na ponte, um prolongamento de uma inevitabilidade. O autocarro estava quase a fazer-se à estrada. Um adeus à cidade de Toledo ou, quem sabe, um até breve e com o olhar colado àquela imagem de cartão postal seguimos em direção à cidade que nunca dorme!




Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.