15.5.13

ART Cascais


No sábado à tarde, Cascais estava com umas cores lindas! Parecia uma tela, que poderia ter sido pintada por qualquer um dos artistas da exposição ART Cascais. 

Que excelente programa para um magnífico dia primaveril. Uma das casas mais icónicas de Cascais e por sinal, também ela, uma verdadeira obra de arte, a "Casa de Santa Maria", recebeu estes oito artistas que revelaram aos visitantes os seus diferentes olhares, as suas diferentes técnicas e as suas diversidades.

Poderia dizer que adorei a exposição, que os trabalhos eram lindíssimos, que os artistas presentes me surpreenderam com as suas obras, com a sua criatividade... mas tudo isto é muito pouco para ilustrar o que verdadeiramente se sente na altura em que estamos frente a frente com uma obra que fala connosco. Só connosco. 

É um momento,  um breve momento. O tempo de nos aproximarmos e pararmos diante da perfeição. O que se sente nesse momento, que pode durar minutos mas que nos marca para a eternidade, é uma espécie de cumplicidade entre a obra e o nosso ser. E é muito difícil colocar em palavras, aquilo que faz o sangue correr mais rápido nas veias, que faz o coração bater mais forte, que fez as nossas pupilas dilatarem de emoção... Porque aquele é um momento que não se volta a repetir, porque cada obra é uma nova experiência. 

E só há uma maneira de terminar este post! Convido-vos a visitarem a ART Cascais até dia 2 de junho, para que possam viver a vossa própria experiência!

Parabéns a todos os artistas presentes, que lutam diariamente para concretizarem este sonho da arte!

Ana Camilo, Anabela Mendes da Silva, Carlos Almeida, Fernanda Grade, Luísa Real, Noémia Travassos, Xicofran e Artur Nogueira.



Sem comentários: