Finalmente o Concerto tão esperado!


Lisboa, ontem esteve mais melódica, mais mágica, mais inspirada, mais verdadeira e tudo isto se deveu a Yolanda Soares e ao seu espetáculo "Fado em Concerto - O Regresso". 

Depois de recuperada das emoções, acreditem que foram muitas, já estou em condições de vos contar como foi estar sentada no cinema São Jorge olhando, ouvindo e sentindo tudo o que acontecia no palco. 

A noite começou com uma inesperada e criativa atuação de Gutkin & Queener Piano Duo. Piano e artistas pareciam um só, numa harmonia e elegância de sonoridade. Entre outros temas, presentearam o público com duas composições de sua autoria, inéditas, que nos levaram numa viagem pelos sons dos Brasil e do Ribatejo. Por esta altura, eu já estava rendida.


Depois entra Yolanda Soares e o coração de Lisboa começa a bater mais forte e os nossos também. Um desenrolar de magia musical, provando que a fusão entre o nosso fado e a música erudita é uma experiência que nos enche a alma e nos arrepia, numa sensação difícil de descrever. É fechar os olhos e sentir. Sentir! É isso! Sentimos a sua música. 

Quando "Lágrima" começa a tocar... os olhos molham-se e um sorriso suave esboça-se no rosto; Com "Maria Madalena" o movimento ganha sentido no corpo dos bailarinos André de Ramos e Maria Borges; Com "Vou dar de beber à dor", o pézinho já batia no chão e dei por mim a cantarolar; Com "É ou não é" todos pudemos participar, mostrando os nosso dotes, ou não, de cantores; E às quinze para a meia noite, ouviu-se "Meia noite uma guitarra"; "Amanhecer" trouxe a esperança num novo dia; "A Tua Galera" (música e letra de Fernando Soares, irmão de Yolanda) presenteou-nos novamente com Gutkin & Queener Piano Duo que acompanharam Yolanda num dos momentos altos da noite! E no altura exata, a artista apresenta-nos dois temas do seu recente álbum, "Metamorphosis" surpreendendo-nos de forma brilhante com "Olissipo" e "Mare Magnificat". Tudo acabou com uma música para celebrar o Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas - o "Malhão"!

Sem dúvida uma homenagem a Portugal e ao Fado, pela voz de uma cantora que nos deixa rendidos ao seu talento e maneira de ser.

Acreditem, este será daqueles espetáculos que nos marcam e que jamais esqueceremos! "É ou não é?"... "Pois é"!!!!

Obrigada aos excelentes músicos e cantores em palco! Obrigada Yolanda! 












1 comentário

DB disse...

Divinalmente descrito! Até consigo vivê-lo novamente. Beijinho

Com tecnologia do Blogger.