A coordenadora por detrás dos contos e uma surpresa!


Hoje, em dia de lançamento dos “Contos de Agora e de Outrora” é altura de homenagear a coordenadora do projecto, que também participa na obra, e de revelar uma surpresa ;)

Mas comecemos pela coordenadora - Ana Brilha. Colocámos-lhe a seguinte questão: Com esta iniciativa a Ana deu a oportunidade a 7 autores para publicarem os seus contos. Descobriram-se talentos?

Desde 2008, data em que tive oportunidade de ouvir um Contador de Histórias, que fui delineando este projecto de criar uma colectânea de contos com vários autores. Desde logo porque me senti contagiada com a magia que é participar activamente da criação e partilha deste imaginário, que se enriquece com a utilização de várias formas e ritmos do discurso. Mas à medida que ia recebendo as participações dos autores, cuja coragem de dar a conhecer os seus trabalhos é já de si de louvar, senti a cada linha que a sua mensagem e a qualidade da sua escrita merecia ser conhecida. Acredito que o seu talento, que sempre tiveram,  recebe agora o merecido reconhecimento com a obra concluída e esperamos que este seja apenas o primeiro passo de um longo percurso literário cheio de sucessos.

S
obre a biografia da Ana Brilha já muito foi escrito por aqui, mas nunca é demais relembrar:
Ana Brilha nasceu em Cascais, onde reside, em 1979. Licenciou-se em Direito no ano de 2004 pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, vindo a concluir em 2008 o Mestrado em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Foi docente de Direito do Instituto Superior de Novas Profissões de 2004 a 2009, tendo ainda leccionado Língua Portuguesa na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa em 2010. Em 2007 foi galardoada com o Prémio literário da Ordem dos Advogados, que mereceu a publicação da obra “Memórias de um corvo” pela Sopa de Letras, chancela da Principia. Os seus contos esparsos receberam ainda, anualmente, de 2008 a 2010, menção honrosa no concurso literário dos Jogos florais de Avis. Em 2008 publica a sua primeira incursão na poesia “Aurora” e o seu segundo romance “Diário de uma paixão monologada”. Em 2010 publica o seu terceiro romance "Ear' Quessir - O guardião da espada" e em 2011 um projecto colectivo em parceria com 7 autores na modalidade conto, colectânea que veio a chamar-se “Contos de agora e de outrora”. Já em 2011 publica o seu segundo livro de poesia "Cartas da Prinvíncia de Akashi" (edição de autor).
Tem um blog, onde vai divulgando as suas "escrevinhaduras" em:www.intermitenciasdaescrita.wordpress.com

E á altura para revelar a SURPRESA!
Falamos da autora Ferreira Pitinha… Pseudónimo de Rosária Casquinha da Silva… EU!


Pois é! Isto de promover uma iniciativa com escrita á mistura deixou-me logo irrequieta! Assim que a Ana me falou no projecto percebi que esta seria “A” oportunidade que há tanto ansiava. Por isso segui o exemplo dos outros autores, abri a gaveta, olhei os textos que tinha e achei que nenhum deles servia. Então recorri às gavetas da memória… e de uma viagem que tinha feito, de um local que conhecera surgiu o conto que enviei à Ana e que foi aprovado para publicação!
E agora é a minha vez de responder à pergunta que a Ana me colocou:  Sabemos que uma das suas actividades é a organização de eventos. Como descreve a experiência de ter um evento em que é uma das autoras participantes?

No mínimo é estranho! Porque sinto-me muito confortável com o facto de estar do outro lado - nos bastidores. Estou  habituada a fazer os outros brilharem e de repente sou eu que estou sob a luz dos holofotes. Acho que é mais difícil estar deste lado! Mas apesar de não ter organizado este lançamento, tenho a certeza que a Chiado Editora tem preparada uma grande noite literária!

E já agora deixo aqui uma breve nota biográfica:
Ferreira Pitinha nasceu em Lisboa em 1970, residindo actualmente em Cascais. Licenciou-se em relações Públicas e Publicidade no ano de 2008, pelo Instituto Superior Novas Profissões. Trabalha na área de Comunicação numa instituição pública e tem como hobbies a organização de eventos culturais e a promoção de artistas plásticos. Esta é a primeira vez que Ferreira Pitinha publica um trabalho, sendo que escreve desde os 18 anos.
 Ficam a faltar dois autores…

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.