"Barraca de Oleiros"

Durante as minhas férias no Norte de Portugal, entre um calor intenso, recantos deliciosos, festas e romarias, eis que vou visitar a Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde. Foi uma visita muito rápida mas deu para conhecer a “Barraca dos Oleiros”!

Já ouviram falar do Barro Negro? Provavelmente sim… Mas desconhecia a beleza das peças que surgem a partir do ancestral processo de cozedura a lenha numa atmosfera redutora (na qual as peças sofrem choques térmicos). Esta é uma tradição secular de Molelos: a Cerâmica Negra.


O barro negro de Molelos desempenhou ao longo dos anos um papel importante na vida das populações: inicialmente de utilização quotidiana para conservar cereais, azeitonas, azeite; para cozinhar alimentos; armazenar água e vinhos tornou-se hoje em dia de uma importância pedagógica. O Projecto Museológico Terra de Besteiros tem como objectivos “recolher, classificar, conservar e expor os objectos e práticas ancestrais”, pretendendo assim, não só “explicá-los como interpretá-los.” Aquela que foi uma forma de arte tradicional hoje, em pleno século XXI é explorada por uma “comunidade oleira jovem” que tem procurado novas abordagens, mais sofisticadas “de padrões estéticos, estilização de tipologias” permitindo, assim, novos usos… mais vanguardistas!

A “Barraca dos Oleiros” faz parte destes novos talentos que aproveitam as “argilas de excelente plasticidade” e revelam uma criatividade artística inovadora em cada peça que produzem. Carlos Lima e Xana Monteiro têm visto o seu trabalho reconhecido através da obtenção de prémios nacionais e internacionais. As suas peças resultam de um forte sentido estético e de uma enorme pureza. Revelam inovação e estão certamente à altura para manterem este património vivo!


Barraca de Oleiros
Rua das Silhas – Molelos
Tondela
Telf: 232 822 736
A elaboração deste texto teve a ajuda de "Barro Negro de Molelos Património Vivo"

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.