26.2.15

Lá para os lados de São Bento descobri a "Saloia"


Tarde de sábado, fresquinha, a lembrar que o inverno ainda anda por cá. Descemos a Rua de São Bento e surgiu o desafio para entrar na "Saloia - Mercearia Portuguesa". A minha amiga ia atrás de farinha de alfarroba eu ia atrás da minha curiosidade.  Conceito interessante, juntar uma mercearia recheada de coisas boas e saudáveis a um espaço simpático para um café, um chá ou uma refeição leve. Gosto de sítios assim, conceitos inovadores. Ou como diz uma outra amiga, "espaços com personalidade". E depois, o sorriso de quem nos recebe conquista-nos logo e já não deixamos a "Saloia" sem beber um chá quentinho acompanhado de um biscoito de mel. Ficou a promessa de lá voltar, com mais tempo. A minha amiga veio sem a farinha mas eu vim com a curiosidade satisfeita e um com calorzinho no coração.



25.2.15

Leituras


Finalmente!!! Estou prestes a iniciar a leitura do novo livro da minha querida amiga Ana Brilha. Já estava com saudades de ler esta a sua prosa poética. "Prometo que é a última vez", o seu último romance, parece que tem como grande objetivo, encher as nossas cabeças de questões. Um assassínio em série deixa uma pequena comunidade em choque... mas parece que as 98 páginas do livro vão muito além destes crimes... Talvez esta personagem e os habitantes da vila, onde decorre a ação, sejam a desculpa perfeita para entrarmos em reflexão sobre determinado tipos de temas. Bom, o melhor mesmo é começar a ler!!

24.2.15

Flashes Semanais em Stock

Descoberta de um novo espaço... "Saloia"

"Saloia - Mercearia Portuguesa" para os lados de São Bento

 Leituras de fim de semana

A preparar-me para os concertos ;)

 Carnaval doce

Pela Desassossego...

Já mora cá em casa ;)



Andei a portar-me muito mal!!

23.2.15

Vestir com Talento, by Maria Ventura

    Fontes: Mango e Zara

O que aí vem... Seventies – 70´S e pasteis

A moda é revivalista e por vezes saudosista. Pode ter diferentes apontamentos e toques mais modernos, mas continua a ir buscar ao passado a sua inspiração. A nova coleção Primavera/Verão 2015 aposta na roupa que se usava nos anos 70. A "boca de sino" vai estar em grande! Claro que as skinny são sempre uma boa aposta, mas as calças largas retomam a ribalta e as camisas também apostam na manga à "boca de sino"! As rendas, os estampados florais e os estampados geométricos e o branco/preto intemporal são, também, tendência. 


     Fonte Zara
    Amarelo: Vai ser a cor do Verão, usa-se em tudo: vestidos, casacos, camisolas...
     Fonte: Stradivarius e Bimba Y Lola

    Fonte ZARA
   Estampados geométricos e branco e preto

                                 Fontes: Stradivarius e ZARA

                               Fontes: Mango e ZARA
                         Boca de Sino

     Fonte: ZARA
    70´S

As ideias propostas são do sítio do costume: ZARA... e não só! Desta vez alarguei o leque: Bimba Y Lola, Stradivarius e Mango. 
Apostem em 2 ou 3 peças tendência para dar um toque diferente ao vosso look.
Inspirem-se nestas imagens para dar asas à vossa imaginação tirando proveito do vosso corpo e da vossa aparência. Espero que tenham gostado e que vos seja útil!
Xuac  

21.2.15

Cada porta uma história


Estou velha e cansada... Já foram muito os anos que passaram por mim. Muitas as pessoas que entraram e saíram, que me trouxeram alegrias, novidades, surpresas... Agora já ninguém me liga. Para aqui estou a ver o tempo passar... A ver o mundo passar... Mas no fundo, ainda acredito que alguém vai reparar em mim.... apesar de anciã, ainda tenho os meus encantos... tenho a minha sabedoria. Por isso ainda acredito! Um dia, quando menos esperar alguém vai parar à minha frente e sorrir. Nesse momento terei a certeza que irei renascer!

20.2.15

"Restaurante Central" espaço para reunir amigos e família


Elaine Novaes, a nossa Chef de serviço, acreditou que era possível ter o seu restaurante e fazer o que mais ama, cozinhar. E assim o Central abriu as suas portas para receber apreciadores/as de especialidades gastronómicas brasileiras e portuguesas. Sim! A Elaine já tem uma veia portuguesa que a inspira enquanto prepara, com carinho, aquilo que vai para a mesa. Entre um pequeno almoço a correr, porque o relógio não perdoa; um lanche ao final da tarde, para relaxar; o Central também nos recebe para almoçar e jantar. E é nesta pausa para uma refeição mais demorada que podemos provar o Arroz de Pato ou a Feijoada à Brasileira. De segunda a segunda, das 07h00 às 23h00 tudo é possível entre tachos e panelas. Para Elaine o domingo é o dia com mais encanto, no seu restaurante, porque é nesse dia que recebe famílias e amigos que se reúnem à volta da mesa e apreciam as suas iguarias, entre conversas descontraídas e risos espontâneos. Mas o Central é também local para jantares de grupo, e a pensar nestas noites de celebração a Elaine desenhou um menu especial. E assim se alimenta um sonho.

O Central aguarda a vossa visita :)







19.2.15

Um pouco de Tudo, por Aldy Coelho


Fazenda Nova Gokula – Local de contemplação e adoração à Krishna

Um pedaço da Índia no Vale do Paraíba, Estado de São Paulo, Brasil. Para quem procura paz de espírito, belezas naturais e um encontro com Deus, independente de religião, a Fazenda Nova Gokula, maior comunidade Hare Krishna da América Latina, é o lugar certo.

Localizada na zona rural de Pindamonhangaba, a fazenda abriga dois grandes templos, restaurantes vegetarianos, pousadas, camping, lanchonetes, biblioteca e lojas para receber os praticantes da religião Hare Krishna e os curiosos, que buscam um lugar tranquilo para admirar a natureza, fazer trilhas e se refrescar no rio que corta a propriedade. O local também é uma área de proteção ambiental e soltura de animais silvestres.


Fundada em 1978, no auge da religião no Brasil, chegou a abrigar 200 famílias na década de 1980. Hoje, apenas 70 moradores habitam o local que recebe visitantes de todo o mundo diariamente. É comum encontrarmos as mulheres vestidas com sáris coloridos, homens com o traje típico indiano, e devotos entoando o mantra de 16 palavras incessantemente, com uma espécie de rosário chamado “japamala” (japa = repetição / mala = cordão), dentro de uma bolsa de tecido.

A paz que o local transmite é inquestionável. Além da aproximação com a natureza, o clima de meditação é constante, dentro e fora dos templos. A área interna do templo principal chama a atenção pelos dois altares, um defronte ao outro. Um deles traz a imagem em tamanho original (e quase real) do pensador indiano e fundador da Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna (ISKCON), A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada.


Do outro lado, uma grande janela fechada indica a surpresa que é revelada aos presentes: o altar das Deidades, estátuas de Krishna em sua forma original com a flauta ou em uma de suas manifestações como Caitanya Mahaprabhu, Narasimha, Jagannatha, etc. Os devotos consideram que, como Krishna é absoluto, não há diferença entre ele próprio e sua representação na forma de Deidade.


Todos os dias os templos executam várias cerimônias de adoração à Deidade, oferecendo itens como incenso, água, flores aromáticas e comida vegetariana. As Deidades são regularmente despertadas, banhadas, vestidas, colocadas para dormir, enfim, têm toda uma rotina como se fossem hóspedes de honra. Três vezes por dia o altar onde estão as Deidades é aberto e as pessoas podem acompanhar o pujari (brâmane responsável pela adoração da Deidade) realizar a cerimônia.


A ISKCON, segundo as descrições dos devotos, representa a mais antiga civilização e tradição religiosa, a cultura Védica ou Vaishnava (tradição monoteísta com milhões de seguidores na Índia e no Ocidente, que cultiva a devoção à Suprema Personalidade de Deus, Krishna ou Vishnu). O estilo de vida e crenças filosóficas praticadas, segundo seus membros, baseiam-se nas escrituras Védicas milenares, tais como os Vedas, os Upanishads, os Puranas e o Bhagavad-gita, o principal livro do Movimento Hare Krishna.

De acordo com a religião, é proibido o consumo de carnes ou de qualquer alimento que cause sofrimento animal nas dependências da fazenda. Por esta razão, todo o alimento servido nos restaurantes, lanchonetes e cozinha comunitária é totalmente vegetariano. Uma das iguarias mais famosas do local é a tradicional coxinha de jaca. O recheio do salgado é feito com a polpa da fruta, que é preparada com temperos e condimentos de forma a ficar com sabor salgado e textura completamente diferente da fruta original.

Assim como a Fazenda Nova Gokula em Pindamonhangaba, Curitiba também possui um templo Hare Krishna no centro da cidade, próximo à Catedral de Curitiba, das igrejas da Ordem e Presbiteriana, assim como da Mesquita, o que mostra o quão diversificada e tolerante é esta cidade.


O que não se pode negar é que, durante a visita ao templo, mesmo não sendo devoto da religião, é impossível não entoar, ao menos uma vez, o mantra: “Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare / Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare”. 

Aldy Coelho
aldycoelho@gmail.com
(esta crónica é escrita em português do Brasil) 

18.2.15

Flashes Semanais em Stock

Keep Calm e tomem um ou dois desses!

Vaidades

Não vivo sem a minha agenda

Tentações

Coisas de Carnaval

:)

5Km de Cascais :)

A equipa dos 5km

Na parvoíce antes da corrida... só para descontrair

Vaidades II

Love is in the air 

Love is in the air

17.2.15

É dia de Folia... e um dia voltarei a Veneza


É Carnaval!!! É dia de folia e hoje ninguém leva nada a mal! Vamos libertar as serpentinas de nossos corações e espalhar pelas ruas papelinhos alegres de todas as cores! Vamos pregar partidas e esconder-nos atrás da mascarilha elegante, salpicada de lantejoulas. É Carnaval... e um dia voltarei a Veneza para viver a euforia desta época. Andarei numa gondola e esconderei a minha identidade atrás de uma máscara cheia de encanto e sedução. Viverei uma história romântica nos braços do meu Arlequim. Será um sonho tornado realidade. Mas até lá... deixo-me levar pelo espírito folião do Carnaval Português! 

16.2.15

A Youzzer que há em mim #youzzelviveoleo



Os meus cabelos já viveram a experiência o Elvive Óleo Extraordinário da L’ORÉAL Paris. Querem saber como correu? Muito bem! Todos os dias o meu cabelo é elogiado! E isto deve-se ao efeito alquímico dos 6 óleos essenciais (rosa, camomila, linho, lótus, tiaré e girassol), que estão a tornar o meu cabelo mais suave, brilhante e nutrido. 

Esta 1ª gama de cuidados com óleos extraordinários, da L’ORÉAL, é composta por Shampoo, Amaciador e Máscara. Já experimentei os três. A primeira sensação é olfática: o cheiro é subtilmente delicioso e perpetua-se em cada fio de cabelo; a segunda sensação é ao toque: durante a lavagem o cabelo fica, progressivamente, mais dócil e fluido. Pentear o cabelo depois da lavagem passou a ser um momento de prazer.  A experiência vai continuar… não percam os próximos episódios.


A gama Elvive Óleo Extraordinário de L’ORÉAL Paris foi pensada para resolver os problemas dos cabelos normais e secos, propondo um “ritual completo de nutrição à base de óleos essenciais que se adapta às diferentes necessidades dos cabelos normais e secos.”

Mais sobre a minha experiência aqui